familia

Porque a família evoluiu no Século XXI, tendo deixado de assentar no casamento e porque o próprio casamento perdeu boa parte das características que justificaram o desenho da generalidade dos códigos civis, somos da opinião de que é preciso repensar, em termos estratégicos, todo o direito da família, a que alguns autores já chamam de «direito das famílias».

Por isso damos uma especial atenção à problemática das estratégias familiares, onde inserimos as problemáticas do casamento, do divórcio, da adoção e da regulação das responsabilidades parentais.

Uma atenção especial merece, neste quadro, o casamento de pessoas do mesmo sexo em Portugal.